SUPER FM - A rádio que vive o vale

Canelinha contabiliza problemas com as chuvas

Redação  Redação      segunda-feira, 10 fevereiro 2020      EM: CHUVAS EM SC - CIDADE  

Após os atendimentos emergências desde a última quinta-feira (06), que seguiram até a tarde deste domingo (09), a Prefeitura de Canelinha, através da Secretaria de Obras e Serviços Urbanos, Intendência Distrital do Moura, Secretaria de Agricultura, Secretaria de Assistência Social, Defesa Civil e Semais, fizeram o balanço dos estragos causados pelas chuvas em Canelinha. O […]

Após os atendimentos emergências desde a última quinta-feira (06), que seguiram até a tarde deste domingo (09), a Prefeitura de Canelinha, através da Secretaria de Obras e Serviços Urbanos, Intendência Distrital do Moura, Secretaria de Agricultura, Secretaria de Assistência Social, Defesa Civil e Semais, fizeram o balanço dos estragos causados pelas chuvas em Canelinha.

O bairro mais atingido do município foi o Moura e suas localidades, além dos bairros Índia, Cobre, Papagaios e Centro.

Segundo informações do diretor da Intendência Distrital do Moura, Paulo Cesar Jacinto, o Paulinho:

– a ponte da localidade Vila Nova, que já havia sofrido um abalo na sua estrutura em janeiro, foi interditada em meia pista na quinta e sexta-feira, 06 e 07 de fevereiro, porém já foi liberada, mas é solicitado aos moradores que evitem utilizá-la. Em janeiro já havia sido solicitado a Defesa Civil Estadual, um kit de Transposição de Obstáculos da Defesa Civil (ponte), pelo secretário de Desenvolvimento, Agricultura, Meio Ambiente, Habitação e Turismo, Thiago Vinícius Leal;

– na Rua José Vicente dos Santos, localidade Espraiado, foi recuperada a base da ponte com aplicação de material, para dar acesso à família residente na rua. Durante a próxima semana, a equipe retornará ao local para finalizar o serviço de recuperação da ponte;

– oito barreiras caíram na Serra do Moura, sendo que uma delas fechou totalmente a via, junto a queda de uma árvore de pinus. Esta barreira foi parcialmente limpa, e as outras sete barreiras foram totalmente limpas. A equipe da Intendência Distrital do Moura retorna à Serra do Moura para manutenção da estrada na manhã desta segunda-feira (10);

– na Rua Gentil Felipe Boni, onde a equipe da Intendência Distrital do Moura já havia iniciado, antes das chuvas, o alargamento da rua, foi realizada uma força tarefa na madrugada de sexta-feira (07), na propriedade do morador Deni Cecati, onde foram retirados doze caminhões de frangos da propriedade. As equipes da secretaria de obras e da Intendência Distrital do Moura deram suporte com as patrolas. Assim que o tempo estiver estável, retornarão para finalizar o alargamento da rua;

– neste sábado (08), foi realizado uma limpeza da ponte na localidade Espraiado e neste domingo (09), a equipe retirou uma barreira da localidade do Jantador.

Além do Moura, outros bairros foram afetados pelas chuvas:

– no bairro Cobre, as ruas próximas ao Bar do Moa foram afetadas com alagamentos, além dos moradores da Rua Verônica Wechrmeiste, que ficaram sem energia devido a um poste que cedeu na rua. A CELESC foi contactada pelo secretário de Desenvolvimento, Agricultura, Meio Ambiente, Habitação e Turismo, Thiago Vinícius Leal, onde priorizaram atendimento de urgência, com o número de protocolo 19489124;

– no bairro Índia, três residências foram afetadas pela água na Rua Pedro Voltolini, onde a secretária de obras e serviços urbanos iniciou o trabalho de recuperação da tubulação na sexta-feira (7), e realizou a limpeza da vala na SC-410, na tarde deste sábado (08).

Semais – Chuvas comprometeram o abastecimento de água  

Neste sábado e domingo, dias 08 e 09, a equipe do Serviço Municipal de Água, Infraestrutura e Saneamento (Semais) esteve focada no serviço de desentupimento na adutora de água bruta do bairro dos Papagaios, que atualmente representa cerca de 70% do abastecimento de água. O diretor da autarquia, Eduardo Furtado, ressaltou uqe, devido as fortes chuvas, o abastecimento de água no município ficará comprometido até segunda-feira (10).

Solicitamos a compreensão da população, e que economizem água nas suas residências.