SUPER FM - A rádio que vive o vale

São João Batista já perdeu 30% da arrecadação

Redação  Redação      segunda-feira, 25 maio 2020      EM: CONTAS PÚBLICAS - CIDADE  

A questão do auxílio financeiro do governo federal a estados e municípios foi destaque na Assembleia da Associação dos Municípios da Região da Grande Florianópolis realizada por videoconferência na manhã desta quinta-feira. Os prefeitos participantes da Assembleia coordenada pelo presidente da GRANFPOLIS Edésio Justen, prefeito de Santo Amaro da Imperatriz, manifestaram a grande preocupação com […]

A questão do auxílio financeiro do governo federal a estados e municípios foi destaque na Assembleia da Associação dos Municípios da Região da Grande Florianópolis realizada por videoconferência na manhã desta quinta-feira.

Os prefeitos participantes da Assembleia coordenada pelo presidente da GRANFPOLIS Edésio Justen, prefeito de Santo Amaro da Imperatriz, manifestaram a grande preocupação com a queda na arrecadação em seus municípios em razão da pandemia pelo novo coronavírus.

Os gestores têm tomado diversas medidas para reduzir o custo da máquina administrativa sem afetar o trabalho no combate a pandemia. No entanto, manifestam, é necessário socorro financeiro urgente.

Cleci Veronezi, prefeita de Rancho Queimado, município de cerca de 3 mil   habitantes, registra queda na arrecadação de quase 50%. São João Batista, Capital Catarinense do Calçado, com mais de 37.400 habitantes, registra mais de 2.500 desempregados somente no setor calçadista, e queda na arrecadação geral em torno de 30%, segundo o prefeito Daniel Netto Cândido. O prefeito de Biguaçu, Ramon Wollinger, município de mais de 68.400 habitantes, cita que em abril queda de arrecadação chegou a 20%.

Os prefeitos aguardam a sanção do projeto de auxílio financeiro a estados e municípios, prometida pelo presidente Jair Bolsonaro para os próximos dias. Do total de R$ 60 bilhões para enfrentamento da crise do coronavírus, cerca de R$ 23 bilhões serão destinados aos municípios brasileiros.

Assim que o projeto for sancionado as assessorias da GRANFPOLIS vão analisar e buscar as informações sobre os repasses para orientação aos gestores.

Prefeitos, vices, presidentes de Câmaras, aproveitaram a videoconferência para troca de experiências sobre as dificuldades e acertos no enfrentamento a pandemia provocada pela COVID-19.