SUPER FM - A rádio que vive o vale

Vereador quer que políticos abram mão de salário

Jonas Hames  Jonas Hames      segunda-feira, 23 março 2020      EM: SÃO JOÃO BATISTA - CIDADE  

Ações de prevenção ao coronavírus devem trazer impactos na sobrevivência das famílias mais carentes, e se depender de vereador de São João Batista o salário pago aos parlamentares será revertido para a Assistência Social do município. Pelas contas de Fábio Norberto Sturmer, o Fábio da Ravel, se cada vereador abrir mão do saldo de 2020, […]

Ações de prevenção ao coronavírus devem trazer impactos na sobrevivência das famílias mais carentes, e se depender de vereador de São João Batista o salário pago aos parlamentares será revertido para a Assistência Social do município. Pelas contas de Fábio Norberto Sturmer, o Fábio da Ravel, se cada vereador abrir mão do saldo de 2020, R$ 385 mil seriam destinados aos mais necessitados.

Em áudio que circula nas redes sociais Fábio diz que a Câmara deveria propor que todos os vereadores “abram mão dos salários do resto do ano” para ajudar a cidade nesse momento de crise. Segundo ele, são 11 vereadores com salário líquido de R$ 3,5 mil o que daria R$ 385 em 10 meses.

“Pegar esse dinheiro e colocar na Assistência Social e comprar comida para as famílias carentes. Ai a Câmara iria bem”, diz ele. O vereador também sugere que prefeito e vice sigam o mesmo caminho. A proposta não é nova, já que Fábio é autor de uma proposta que pretende reduzir os salários dos vereadores de São João Batista para o mínimo nacional.

No âmbito nacional também circula propostas semelhantes. O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), estimou que o enfrentamento à pandemia de coronavírus pode alcançar R$ 400 bilhões e defendeu a ajuda de todo o poder público para bancar as despesas, o que poderá incluir redução de salários de integrantes do Legislativo, Judiciário e Executivo.